Restaurantes de Niterói reabrem com mais tecnologia e novas regras sanitárias

Cardápios digitais e maior distanciamento entre as mesas estão entre as medidas


Por Carolina Ribeiro e Silvia Fonseca


Restaurante Seu Antônio, no Cafubá, instalou proteção de acrílico no caixa. Foto: Divulgação


Para reabrir na próxima segunda-feira (13), depois de quatro meses fechados, restaurantes, lanchonetes e cafeterias fizeram investimentos, obras e treinaram funcionários. A autorização para a reabertura foi anunciada pelo prefeito Rodrigo Neves na última quinta-feira, mas com uma série de novas regras. Entre elas, distanciamento de dois metros entre as mesas, medidor de temperatura para funcionários e clientes e tapetes sanitizantes.


Referência de gastronomia italiana em Niterói, a Famiglia da Carmine (dos restaurantes Da Carmine e Emporio del Gusto) foi um dos que participaram de uma conversa com o prefeito. O encontro on-line na tarde de sexta-feira (10) serviu para apresentar os protocolos de segurança impostos pela prefeitura para evitar um novo boom de Covid na cidade.


Carmine, Suzanne Iervolino e Bruno Marasco: sócios da Famiglia da Carmine


Sócia dos grupo e mulher do chef Bruno Marasco - também sócio do estabelecimento ao lado do irmão Carmine -, Suzanne Iervolino diz que o grupo está trabalhando para a adequação de todos os itens pedidos e que a equipe já está passando por treinamentos. Os estabelecimentos do grupo estão programados para reabrir na próxima terça-feira (14).

- Esperamos que, tão breve quanto possível, os índices (de contaminação por Covid) da cidade continuem melhorando e, dessa forma, as pessoas se sintam mais seguras. Reabriremos com toda a alegria nos olhos, pois nossos sorrisos estão tampados nas máscaras. Vamos seguir todos os protocolos que são importantes e exemplo em outras cidades - disse.


O Restaurante Seu Antônio, no Cafubá, que reabriu as portas recentemente para o sistema pague e leve depois de mais de 100 dias fechado, vai reabrir as portas ao público na terça-feira (14), mas o serviço de pague e leve também será mantido para dar mais conforto aos clientes. A equipe se organiza para seguir todos os protocolos de segurança estipulados pela prefeitura. Já foram adquiridos o termômetro digital para medir a temperatura de funcionários e clientes, o tapete sanitizante para a entrada e totens de álcool em gel.


- A equipe do Seu Antônio está ansiosa para reabrir e reencontrar os clientes que sempre nos apoiaram, até durante o período fechado. Estamos atentos a todas as normas de segurança para garantir a saúde de nossos colaboradores e de nossos clientes. Será importante contar com a colaboração de todos para que tenhamos um retorno calmo e positivo - diz nota enviada pelo grupo, que ressalta ainda que mais detalhes da reabertura serão divulgados nas redes sociais.


Mesas serão distanciadas no Olimpo e máscaras descartáveis podem ser distribuídas


Chef e sócio do restaurante Olimpo, em Charitas, Daniel Holanda está com uma boa expectativa para a reabertura do estabelecimento na próxima terça-feira (14), apesar de acreditar que o retorno dos clientes será gradual. A equipe será treinada entre domingo e segunda-feira com todos os protocolos já divulgados.


- Os clientes ainda estão preocupados em sair de casa, por mais que sejam boas as notícias em Niterói em relação à Covid. O sistema de delivery e pague e leve vão continuar e serão incentivados, pois foram de grande ajuda neste período. No treinamento, vamos auxiliar nossos funcionários a orientarem os clientes sobre os protocolos de segurança e até disponibilizar máscaras descartáveis para quem precisar. O cardápio digital também já está sendo confeccionado, mas teremos também o impresso em caso de necessidade - explicou.


Temakeria e Cia divulga algumas das medidas tomadas para a reabertura


A Temakeria e Cia, na Travessa Capitão Zeferino 13, em Icaraí, já está com tudo pronto para reabrir na terça-feira, dia 14. O restaurante de três jovens empresários de Niterói, que têm também duas casas da Temakeria e Cia no Rio (Ipanema e Jardim Botânico), aproveitou o período fechado na pandemia para fazer uma série de obras e treinar funcionários para a reabertura.


- As medidas valem para as três unidades. Vamos investir muito nas áreas externas, mesmo que em Niterói, no primeiro momento, ainda não seja liberado o atendimento na varanda. Mas, na área interna, haverá álcool em gel espalhado por todo o salão, separação de dois metros entre as mesas, que terão uma lateral de acrílico também para dar ainda mais privacidade e segurança aos clientes – conta Rafael Monnerat Torres, um dos sócios.


A Temakeria e Cia também fez sanitização completa com produtos recomendados pela Anvisa, que será refeita periodicamente, de acordo com os protocolos sanitários.

-Fora isso, o cliente senta, levanta, para qualquer movimento haverá álcool em gel disponível por todo lado. Fizemos treinamento quase diário nos últimos dias com os funcionários. Também contratamos mais nutricionistas para atuarem como se fosse uma inspeção geral mesmo – diz Rafael.


Os investimentos em tecnologia também não foram pequenos. O cardápio agora só digital e pagamentos via QR Code. Além disso, o restaurante japonês manterá os serviços de delivery e take away.


Já os três restaurantes do Reserva Cultural não reabrirão nesta próxima segunda-feira, dia 13, porque ainda estão concluindo as reformas e medidas necessárias para os cuidados pós-pandemia. As equipes já receberam treinamento de biossegurança. E serão priorizadas as áreas ao ar livre, com novo layout de mesas e cadeiras e novidades no cardápio.


A Mística Pizza, o Bistrô Reserva e o Drop Burger também estão finalizando o cardápio digital, que poderá ser acessado via QR Code. O plano é abrir na semana seguinte. Até lá, a Mística Pizza e a Drop Burger continuam fazendo delivery.

As regras


A partir da próxima segunda-feira (13), os restaurantes estão autorização para abrir entre 11h e 23h, incluindo sábados, domingos e feriados. Já cafeterias e lanchonetes funcionarão entre 7h e 20h, cumprindo os protocolos de higiene e distanciamento social determinados pela Prefeitura de Niterói. Já os bares terão autorização para reabrir a partir do próximo dia 20.


As mesas devem ter distanciamento de dois metros e a taxa de ocupação deve respeitar o limite de 50% de número total de mesas. Os sistemas de self-service ou buffet estão proibidos, assim como a música ao vivo. Balcões compartilhados deverão ser interditados e não será permitido o consumo em pé. O uso de máscara também é obrigatório. Elas só poderão ser retiradas pelos clientes que estiverem nas mesas, exclusivamente nos momentos de refeição.


Os restaurantes e lanchonetes deverão disponibilizar álcool a 70% para o público e os colaboradores, em locais estratégicos e de fácil acesso, fornecer equipamentos de proteção individual (EPI) aos colaboradores e checar a temperatura de funcionários e clientes que ingressarem no estabelecimento. Quem estiver com temperatura acima de 37,2° e/ou mostrar sintomas de gripe ou resfriado será orientado a buscar ajuda médica.


A Prefeitura de Niterói recomenda também que o atendimento nos restaurantes seja realizado por agendamento com horário pré-determinado. Será de responsabilidade dos restaurantes, cafeterias e lanchonetes a organização dos seus clientes para espera e entrada no estabelecimento. Para evitar aglomeração, o estabelecimento deve destacar pelo menos um agente de desaglomeração para atuar na organização da fila de espera.


Também está proibido o consumo durante a espera por mesa. Os clientes devem ser organizados em fila, garantindo o distanciamento de dois metros em espaço fechado e 1,5 metro em espaço aberto, com demarcação no piso. Além disso, é obrigatório o uso de máscara enquanto aguarda o atendimento. As calçadas externas deverão ter marcação no chão, garantindo distanciamento de 1,5m em caso de fila para entrada.


Na entrada do estabelecimento deverão ser disponibilizados tapetes sanitizantes ou similares, para higienização das solas dos sapatos dos clientes, bem como álcool a 70% para higienização das mãos. Será proibido também o uso de mesas sem cadeiras e bistrôs para espera ou consumo. Os restaurantes devem ainda ter cartazes com orientações aos clientes sobre as medidas de prevenção na espera, recepção, entrada e durante a permanência no local.


A regulamentação traz também normas para a higienização dos utensílios usados pelos clientes. Toalhas de tecido devem ser evitadas. Se usadas, precisam ser trocadas a cada cliente. Mesas e cadeiras deverão ser higienizadas a cada troca de cliente no estabelecimento. Os guardanapos de papel devem ser oferecidos ao cliente em dispensers protegidos ou embalados individualmente e guardanapos de tecido podem ser levados ao cliente após este ter ocupado a mesa. O modelo do cardápio deve ser higienizável, plastificados. É recomendado o uso de cardápios digitais em que o cliente pode acessar lendo um QR Code pelo próprio celular.

728x90.gif

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.