Rio entra em risco máximo, alerta roxo; Niterói, em bandeira vermelha

Atualizado: Mar 28

Mapa de risco da Covid-19: piora muito rápida em março, com hospitais lotados e aumento de mortes


O último mapa de risco de Covid da Secretaria Estadual de Saúde


Risco muito alto, alerta roxo. O Rio de Janeiro e toda a Região Metropolitana I aparecem no pior estágio da classificação de risco, adotada pela Secretaria Estadual de Saúde. O Mapa de risco da Covid-19 mostra que as regiões Centro Sul e Litorânea também aparecem na mesma situação. Niterói e a Região Metropolitana II saem de um quado moderado para bandeira vermelha, de risco alto.


A análise compara a semana epidemiológica 10 (de 07 a 13 de março) com a 08 (de 21 a 27 de fevereiro) de 2021 - portanto, ainda não reflete o agravamento apontado nos últimos dias no número de casos, na lotação das |UTIs e mortes.


Abertura de leitos


A Secretaria de Estado de Saúde informa que trabalha com o Ministério da Saúde para a abertura de 557 leitos, sendo 324 de UTI, até a próxima semana.


Na rede estadual, foram abertos 89 leitos de UTI e 10 de enfermaria, esta semana, nos hospitais Zilda Arns, Anchieta, João Batista Caffaro, Carlos Chagas e Adão Pereira Nunes. Até a próxima quarta-feira, serão inseridos na Central de Regulação Estadual (CER) mais 104 leitos de UTI e 56 de enfermaria. São leitos privados contratados por meio de chamamento público. No total, entre esta semana e a próxima, a ampliação na CER chegará a 366 leitos.