Rodoviários realizam ato em frente ao Terminal João Goulart, no Centro de Niterói

Categoria reivindica inclusão no grupo prioritário de vacinação; Prefeitura aceitou estudar a possibilidade

Rodoviários realizaram ato em Niterói. Reprodução/TV Globo


Rodoviários de Niterói realizaram, na manhã desta sexta-feira, um ato reivindicando vacinação de profissionais da categoria contra a Covid. Eles se reuniram no Terminal Rodoviário João Goulart, no Centro, logo no começo da manhã. O protesto, no entanto, não chegou a atrapalhar a circulação dos ônibus. De acordo com o Sintronac, a categoria realizou uma sequência de atos relâmpagos, que eventualmente parasilavam o trânsito. No total, a categoria realizou uma média de 22 atos pela manhã nos municípios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí. Participaram cerca de 300 rodoviários.


Houve concentrações nos terminais rodoviários João Goulart, em Niterói; Alcântara, em São Gonçalo; e Venda das Pedras, Itaboraí. Os manifestantes seguiram para outros locais com grande concentração de ônibus e fluxo de passageiros, além de garagens das viações, sem, no entanto, causar impacto no trânsito das cidades.


- Optamos por essa forma de protesto para, em primeiro lugar, não prejudicar a população e dar um nó no trânsito das cidades, que levaria consequências até a Ponte Rio-Niterói e, consequentemente, à capital. Mas também demos um sinal de boa fé por conta das prefeituras de Niterói e Maricá, que já se manifestaram sobre a inclusão dos rodoviários no grupo prioritário para vacinação. Em Maricá, inclusive, não houve paralisação do sistema, pois as negociações com a municipalidade estão em um estágio avançado - explicou o presidente do Sintronac, Rubens dos Santos Oliveira.


Maricá planeja criação de comissão ainda nesta semana


Em Maricá, será criada, ainda esta semana, uma comissão com a participação do sindicato para elaborar um cronograma de vacinação, que incluirá os rodoviários. O Sintronac pretende expandir a reivindicação para os demais municípios de sua área de atuação, que formam um total de 13 municípios.


- Precisamos destacar a conscientização dos rodoviários em não atingirem a população com sua reivindicação. Precisamos, contudo, lutar por mais vacinas e pela inclusão da categoria no grupo prioritário - reforçou o presidente do sindicato.


Leia mais: Vacinação em Niterói é retomada com filas em postos de saúde


No último sábado, a categoria anunciou greve, mas, no dia seguinte, representantes do sindicato se reuniram com a Prefeitura de Niterói, que estuda atender a reivindicação. A paralisação foi, então, substituída pela manifestação.


Os rodoviários pretendem ser incluídos nos grupos prioritários, sob o argumento de são uma categoria vulnerável, pelo alto nível de exposição ao coronavírus. De acordo com o Sindicato dos Rodoviários de Niterói a Arraial do Cabo (Sintronac), até a última sexta-feira, 51 profissionais haviam sido vítimas da Covid.