Supermercados de Niterói só poderão vender produtos essenciais no período emergencial

Novo decreto prorroga restrições diante da grave situação da pandemia e endurece regras para mercados

Por Gabriel Gontijo

Supermercados só poderão vender itens essenciais. Divulgação


Em pronunciamento nas redes sociais da Prefeitura no início da noite desta sexta (9), o prefeito Axel Grael informou que as restrições para conter o avanço da Convid serão mantidas na próxima semana e também que vai endurecer com os supermercados da cidade, que terão de se ater à venda de alimentos, bebidas, produtos de higiene e limpeza.


Leia mais: Com indicador síntese 11, Niterói mantém restrições por mais uma semana


As regras da prorrogação e o novo decreto serão publicados no Diário Oficial deste sábado e passarão a valer na próxima segunda (12), até pelo menos o fim da semana que vem.


- A partir de segunda-feira nós estaremos com um novo decreto que mantém as mesmas restrições, mas que acrescentam alguns cuidados novos. Um deles é sobre os supermercados de Niterói. Então esses estabelecimento deverão se ater à venda de alimentos, bebidas e produtos de higiene e limpeza - declarou Axel.


O prefeito afirmou que essa foi "uma reinvindicação de outros segmentos do comércio de Niterói que não estão podendo funcionar, mas estão vendo que os supermercados acabaram avançando" na venda de produtos oferecidos por outros estabelecimentos, mas não especificou quais foram.


Durante o pronunciamento o Prefeito não disse se o decreto vai alterar o horário de funcionamento dos supermercados, o que poderá ser vendido e o que não deve ser comercializado. Axel apenas disse que se reuniu "hoje com os supermercados, e eles deverão se ater a oferecer à população esses produtos mais essenciais".


O detalhamento das medidas será feito no decreto a ser publicado neste sábado (10).