Um olhar para o espaço, a casa como abrigo na pandemia

Arquiteto, pintor, designer de móveis, Cláudio Pegorim revela um novo modo de ver a casa, em tempos de quarentena


Por Claudio Pegorim


Agora, o mundo está olhando para dentro de casa! Entendeu a importância de um lugar seguro e limpo.


Estamos aprendendo sobre nós, única espécie sobre a terra que tem a consciência da morte, e agora, sob pressão, estamos redescobrindo a consciência da vida...cada um à seu modo e ao ritmo do amor que possa ter.


Nós, Arquitetos, temos orgulho de poder participar dessa transformação, contribuindo para que nossa casa possa acompanhar tantas mudanças, e possa ser refúgio, berço e oficina de nossa força... surge aí, nessa busca, a Arquitetura do Afeto.



Nossa casa deve abrigar. A cada dia que passa, devemos estar bem. Em casa, encontramos espaços... olhamos para o céu, vemos estrelas, as nuvens, o sol e a lua; a respiração se aprofunda, o olhar se acalma e descansa. Sonífera a ilha... simples assim, basta olhar.


Nem sempre podemos sonhar, mas sempre voltamos para casa, é preciso estar em casa e por mais tempo... tempo de qualidade, tempo para ler, tempo marcado pela resistência do corpo, tempo para uma boa conversa, tempo de olhar para os lados, tempo para descansar e se interessar, tempo de acordar... Mais uma vez, a Arquitetura vem aproximar a cada um do seu tempo. Arquitetura do Afeto, cuidando dos espaços para um novo tempo.


Nesse momento, surge uma relação entre o espaço e o tempo. Você vai ficar ali... parado, comendo, dormindo, lendo, jogando, amando e criando um novo olhar para tudo à sua volta. Tempo para descobrir, ou até, quem sabe, ouvir um som na rede...


Qual é o seu lugar favorito?


O que esse lugar te oferece?


...


Contemplação: um olhar para dentro de casa


Quando foi que interrompemos nossas atividades por sermos capturados e nossas mentes esvaziadas de forma imediata?


Encontrados por uma majestade da natureza, como esse Ipê, a conexão é imediata. Nosso compromisso com a natureza sai da gaveta, estamos vivos, e podemos ver o seu ouro, podemos ver o sol, que se apaixonou e resolveu ficar… cabe até um abraço... Quanto a nós, precisamos estar em casa, nossa casa é o lugar da vida, precisa estar saudável e viva. É preciso zelo, pausa e contemplação...


A arquitetura pode ajudar, uma cor, um jardim, um vaso de flor, podem equilibrar o ambiente, favorecendo uma transformação mais suave, na qual cada detalhe do lugar onde moramos tem grande importância, trazendo beleza e harmonia para dentro de casa.



...


O que te conforta quando você chega em casa? Uma cor, um aroma, a voz do seu amor, um local que não te permita esquecer de lavar as mãos e se desvencilhar de tudo que veio da rua com você, um sinal de vida de quem se importa com você? Pare um segundo e observe a casa ao seu redor... vai ler um livro, ouvir um som, molhar uma planta, se enfurnar na cozinha, tomar aquele banho quente ou frio, ou simplesmente aquele dolce fa niente, quem sabe até uma taça de vinho! A vida está pedindo qualidade, bem estar e paz!


Tua casa te conforta?


Há quanto tempo você não se percebia no teu mundo? Olhe ao redor, observe... quantos novos amigos você fez nesse período difícil que vivemos? Como cada detalhe do universo de cada um de nós pode ser importante... uma âncora para o barco não ficar a deriva, pode até ser um pássaro aceitando a sua presença... ou qualquer outra vida que possa se somar a tua, a minha ou a nossa... este é o lugar do meu conforto.

Reforme certo, contrate um arquiteto.




728x90.gif

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.