60 anos da UFF: uma instituição em prol da ciência e do conhecimento

Professor do INEST/UFF faz texto e pintura em homenagem ao logotipo da Universidade desenhado por Israel Pedrosa Por Marcio Malta No mês de dezembro, a Universidade Federal Fluminense completa 60 anos. Referência nacional, a UFF nasceu da união de uma série de faculdades federais, estaduais e particulares que existiam em Niterói. A estreita parceria com o município sempre foi uma tônica. A história da UFF muitas vezes se confunde com a de Niterói, mas possui ainda diversos institutos espalhados pelo estado do Rio de Janeiro e até mesmo uma unidade avançada em Oriximiná, no Pará. Em sua história, a instituição atravessou os mais diversos momentos como, dentre outros, a página infeliz da nossa história da ditadura civil militar e empresarial, onde tantos da sua comunidade foram perseguidos, mas não deixaram de dar a sua contribuição em prol da democracia. A UFF vira sexagenária coberta de ânimo e dinamismo. Chega na melhor idade tinindo de produtividade e devolvendo para a sociedade muita ciência e conhecimento através de ensino, pesquisa e extensão. Vide o exemplo da atual pandemia, onde a UFF assessora a Prefeitura de Niterói, contribuindo de forma essencial com as medidas de combate ao vírus através do Conselho Científico que foi organizado. Além, é claro, do seu hospital de referência Antônio Pedro, que foi federalizado nos anos 60 a partir de iniciativa do município. Nessa efeméride onde as Universidades Federais como um todo passam por contingenciamentos de recursos e de ataques, nunca é demais reafirmar a importância desse espaço democrático, vivo, pulsante e produtor de ciência e conhecimento em prol da nação que é a UFF. Uma instituição pública, gratuita e de qualidade que acolhe e é acolhida por essa cidade, enchendo de orgulho e contentamento sua comunidade acadêmica constituída de discentes, servidores e professores que tanto se dedicam em prol do seu engrandecimento. Marcio Malta é professor do Instituto de Estudos Estratégicos da Universidade Federal Fluminense (INEST/UFF), onde leciona no curso de Relações Internacionais. Além disso é cartunista e desenhou o brasão do Instituto onde é vinculado.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.