Alta ocupação de leitos para Covid-19 no Rio preocupa toda a Região Metropolitana

Segundo balanço da Fiocruz, capital já tem 86% dos leitos ocupados O novo Boletim Observatório Fiocruz Covid-19 mostra que, entre 7 e 21 de setembro, houve redução de leitos para adultos por 10 mil habitantes no Rio de Janeiro, no Amazonas e no Rio Grande do Norte. Quanto à ocupação, o cenário geral mantém melhora, com exceção para o município do Rio de Janeiro, que permanece na zona crítica, com 86% dos seus leitos de UTI reservados à Covid-19 para adultos preenchidos. O dado, segundo especialistas, é preocupante para municípios de toda a Região Metropolitana do Rio, pois a dificuldade de leitos na capital pode acabar causando problemas também nas cidades vizinhas. A ocupação dos leitos hospitalares em Niterói, segundo os mapas divulgados pela Prefeitura no painel SIGeo permanece abaixo de 30%. O boletim é assinado por uma equipe multidisciplinar de pesquisadores da Fiocruz, voltada para o estudo da Covid-19. Divulgado quinzenalmente pela Fundação, o estudo traz um panorama geral do cenário epidemiológico da pandemia com indicadores-chave para o monitoramento da situação nos estados e regiões do país.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.