Aulas presenciais e on-line vão conviver por mais tempo em Niterói

Mesmo quando a volta for autorizada, Pensi deve manter parte das aulas remotas Por Carolina Ribeiro Unidades do Pensi de Niterói já estão se adequando ao “novo normal”. Foto: Divulgação Ainda não há data para o retorno das aulas presenciais, mas o planejamento não pode parar. Para antecipar alguns protocolos de segurança, assim como o bem-estar do aluno, a rede de colégios Pensi criou um plano estratégico de volta às aulas presenciais, incluindo um Comitê de Gestão Covid. Em Niterói, as cinco unidades da rede já estão se adequando para quando puderem receber os alunos de volta. Durante o período de mais de quatro meses de portas fechadas, a rede definiu quais os pontos de atenção fundamentais para um retorno com segurança. Não só sobre a revisão do conteúdo pedagógico dado remotamente, que está previsto nas semanas iniciais, mas também de uma possível extensão do ano letivo a fim de garantir o desenvolvimento necessário dos alunos. Mas a experiência adquirida por estudantes e professores durante as aulas on-line deve render frutos: o Pensi planeja seguir com atividades via plataformas digitais. - A coordenação pedagógica avalia que a implementação de aulas híbridas, a partir da plataforma do Google Sala de Aula, e as aulas ao vivo, com atividades no contraturno, ou mesmo aulas extras, são iniciativas decisivas no processo de retomada das aulas presenciais - revela Pedro Rocha, coordenador das turmas de ensino médio. Mas a rede já demonstrou entender que, mesmo com muitos cuidados e protocolos, pode haver risco de contaminação. Por isso também o comitê foi criado. Composto por colaboradores da escola, o grupo vai monitorar o cumprimento de todas as ações, mas também caberá ao comitê definir as medidas a serem tomadas caso haja confirmação de contágio do vírus na escola. Neste cenário, o protocolo imediato deve ser a desinfecção do ambiente, mas em casos mais graves, o Pensi não descarta suspender as atividades presenciais da turma ou segmento. Todas as unidades passarão por desinfecção geral em salas, áreas sociais, banheiros e aparelhos de refrigeração para o retorno presencial. Além disso, já foi definida como será a marcação de filas nos banheiros, cantinas e a aferição de temperatura em área próxima à entrada. O uso de máscaras, obrigatório, terá inspeção regular com rotina de troca a cada quatro horas para alunos, professores e funcionários. Luciana Vidal, diretora do Pensi, ressalta que as medidas seguem protocolos das organizações de saúde e vigilância sanitária. - O protocolo de higiene vai desde o uso de álcool em gel nas salas de aula e áreas comuns até a adoção das práticas de limpeza mais rigorosas. Tudo estará de acordo com os protocolos de saúde estabelecidos pelos órgãos nacionais e internacionais - explica. - Será um desafio. Mas, além de todos os cuidados de higienização, o momento pede calma e atenção ao psicológico de funcionários, alunos e responsáveis. Afinal, a pandemia mexeu com todos nós - completa. Psicólogos que trabalham na rede vão encaminhar formulários para pais e responsáveis, além de entrar em contato por telefone, com o objetivo de identificar alunos com maior dificuldade na retomada das aulas presenciais. Além disso, segundo o Pensi, já estão sendo oferecidos treinamentos para professores e funcionários visando uma melhor preparação para essa nova realidade.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.