Casas de festas de Niterói reabrem; confira as novas regras para se realizar eventos

Empresários do setor comemoram retorno, depois de mais de seis meses Por Suzana Moura Quinta do Parque, fechada desde março por causa da pandemia As casas de festas de Niterói estão autorizadas a reabrir a partir de outubro, com 30% da sua capacidade - porque a cidade ainda se encontra no estágio Amarelo 2 - e seguindo diversas restrições rigorosas. De acordo com decreto publicado pela Prefeitura de Niterói no dia 5 de setembro, a capacidade do público para cada estabelecimento deve ser calculada em 1 pessoa a cada 4 metros quadrados, o tempo de duração do evento deve ser reduzido para no máximo 4 horas e o tão esperado “Parabéns” tem de ser cantado diretamente das mesas. Leia mais: Niterói libera a reabertura de casas de festas a partir de 1º de outubro Proprietário da Quinta do Parque, uma das casas de festas mais tradicionais da cidade, André Pladema conta que no início da pandemia, em março, o cenário foi assustador, pois ninguém tinha noção de quando e como a vida voltaria ao normal. Sua primeira reação foi reduzir o máximo de gastos e deixar o custo mínimo. - O momento era de medo e incerteza, sem prognóstico algum, mas felizmente vamos voltar a realizar eventos. Mesmo com todos os protocolos de segurança, voltar à ativa é muito bom - diz. Veja também: Niterói faz acordo com o MP, e Ensino Médio volta às aulas no dia 5 de outubro André acredita que o ritmo ainda será bem devagar, porque existem muitas pessoas com medo não só de fazer seu evento, mas também de frequentar um. - Já temos eventos agendados, um para novembro e outro em dezembro, mas a maioria dos clientes que estão nos procurando está agendando para o segundo semestre de 2021 e já para 2022, visto que tivemos que adiantar a agenda devido à pandemia. Serão eventos diferentes, sem o calor humano que gostamos e estamos acostumados, mas é o nosso recomeço, e isso que importa. Nossa casa estará cumprindo todos os protocolos de segurança exigidos pela Prefeitura. Há 35 anos no mercado de eventos sociais e festas, Camila Ferreira, proprietária de uma empresa de decoração floral e paisagismo, relata que viveu uma situação inimaginável, com o setor apreensivo e sem esperanças. - Fiz meu último evento no dia 14 de março e, de uma agenda lotada para o ano inteiro, passei para uma agenda completamente adiada. Entramos em contato com nossas clientes para fazer as remarcações das datas, afinal, trabalhamos com realização de sonhos e esses sonhos precisaram ser adiados - conta. Covid-19: Icaraí, Fonseca e Barreto estão próximos ou já passaram de mil casos Camila está confiante e explica que alguns clientes já estão retornando com mais esperança e acredita que vão conseguir executar os eventos da melhor forma, seguindo todos os cuidados e protocolos. - Mesmo com 30% da capacidade total nas casas de festas, a volta do nosso setor é muito positiva. Com essa liberação os clientes ficaram mais animados para rever seus projetos e ideais. Estamos recomeçando - comemora. Confira as regras para a realização de eventos: Cartilha: Os convidados devem receber previamente uma cartilha com os protocolos que precisarão ser seguidos no dia da festa. Lista de convidados: Antes do evento, a contratante deverá fornecer uma lista com nomes, telefones e município de residência dos convidados para controle na entrada e possível contato pós-evento, caso necessário. Rastreamento: No período de, no máximo, três dias antes do evento, a casa de festa deverá realizar rastreamento de convidados que estejam sintomáticos ou tenham contatos próximos positivos. Convidados vetados: Será recomendado ao contratante que o convidado que esteja nessa condição seja vetado por questões de segurança sanitária. De acordo com o decreto, o rastreamento poderá ser terceirizado e/ou compartilhado pela casa de festas. Duração: o tempo máximo de duração dos eventos deve ser de 4 horas. Distanciamento: Será obrigatório, de no mínimo 1,5 metro em ambientes abertos e de 2 metros em ambientes fechados. Álcool em gel: Dispensers deverão ser espalhados por locais estratégicos, assim como cartazes de orientação ao uso de máscaras faciais obrigatória e para higienização correta das mãos. Higienização: A limpeza e desinfecção de todos os ambientes deverá ser diária, mas banheiros, lavatórios, vestiários e salão deverão ser higienizados a cada uma hora de evento. Sem pista de dança: deverá permanecer fechada, assim como a oferta de self-service e as famosas mesas de doces. Mesa de doces: as famosas mesas de doces deverão ficar fechadas, e o serviço de self-service está vedado. Parabéns: Os convidados vão cantar o "parabéns" das suas mesas e somente os pais, aniversariante e irmãos poderão ficar ao redor da mesa de aniversário. Brinquedos fechados: Nas casas de festas infantis, as atrações/brinquedos com interações entre os convidados, como a piscina de bolinhas, devem ficar fechadas. Já nos demais brinquedos, a capacidade deve ser reduzida em 50%. Personagens vivos, que possam gerar aglomerações estão proibidos e deverá ser estimulada as brincadeiras individuais, sem compartilhamento de material.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.