Comércio anuncia liquidações para atrair compradores na pandemia

Lojas colorem vitrines com ofertas de descontos em roupas e equipamentos domésticos Por Carolina Ribeiro Leader faz mega liquidação: pela metade do preço, segundo promotores. Fotos: Divulgação As tradicionais liquidações do comércio no meio do ano, devido à troca de estações, ganharam um peso a mais em 2020. É que, em meio à pandemia de Covid-19, foram mais de 100 dias de lojas físicas fechadas, com um forte incentivo às compras on-line e por delivery. Aliado ao medo da transmissão do vírus e à crise econômica da população, o retorno dos consumidores às lojas tem sido devagar. Por isso, comerciantes projetam nas promoções uma chance de atrair a clientela com descontos de 70% e até 90%. O retorno da rede de lojas físicas da Leader, com filiais no Centro e Icaraí, oferece uma mega liquidação em itens do mundo infantil, masculino e feminino. Até o dia 19 de julho, os produtos saem com 70%, 80% e até 90% de desconto sobre o preço cheio. E funciona assim: centenas de itens, que já estavam com desconto, ganharam ainda mais desconto e etiquetas vermelhas. Os clientes que encontrarem o preço ‘vermelho’ pagarão a metade do valor, ou seja, se a nova etiqueta sinalizar R$ 50, a peça custará somente R$ 25. - Resolvemos fazer essa grande liquidação porque, além de termos trocado de estação no meio da pandemia, e estarmos com muita mercadoria estocada, entendemos que muitas famílias estão vivendo um momento financeiro delicado e precisam que as compras caibam em seus bolsos - disse Alberto Pirro, diretor de marketing da rede. Mesmo com a reabertura das lojas físicas, a Leader conta também com o drive thru em lojas de dentro de shoppings; o Leader ZAP, que oferece atendimento pelo WhatsApp, das 10h às 16h, e os números de cada região podem ser encontrados no Instagram (@lojasleader); e o site (lojasleader.com.br) que atende somente os clientes do estado do Rio de Janeiro. As promoções não ficam restritas a lojas de departamento ou a peças de roupas. Tem para todos os gostos e por toda a cidade. Na Região Oceânica, por exemplo, a queima de estoque já está acontecendo no shopping Itaipu Multicenter, com descontos que podem chegar a 70%. E ainda deve ser lançada uma liquidação on-line, com ofertas exclusivas para compra nos canais digitais e entrega por delivery e drive-thru. A tendência é que a liquidação dure todo o mês de julho, com mais ofertas a partir da segunda quinzena. Entre as lojas participantes, estão marcas como Dress To, Lilita, SML, City Shoes, Hering, Levi’s, Mr Cat, Imaginarium, Santa Lolla, Zappato, Toulon, Lápis de Cor, Clover, Via Mia e Kauffman são algumas das lojas em liquidação. - A liquidação é uma das principais estratégias de venda nesse período e, por isso, estamos estudando novas formas de explorar o formato. Nos próximos dias iremos lançar uma liquidação on-line, com ofertas exclusivas para compra nos canais digitais e recebimento das compras através de delivery e drive-thru, desta forma, conseguimos ampliar as possibilidades de venda cumprindo as recomendações sanitárias que restringem a realização de ações internas, evitando aglomeração no interior do shopping - diz a nota do estabelecimento. Manoel Alves Junior, presidente em exercício da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Niterói, relembra que neste período de julho e agosto as liquidações já fazem parte do calendário dos lojistas, principalmente no segmento de moda. Isso porque é época de renovação de coleções. Porém, com a pandemia, os descontos são também estratégia para atrair clientes novamente para o comércio em geral. - A retomada do comércio começou muito incipiente, com as pessoas ainda confinadas, o que fez com que o movimento das lojas ainda não atingisse a normalidade. Mas a própria época influencia na decisão. É uma boa estratégia para atrair clientes, promover alguns produtos e até promoções de forma generalizada. Estamos fazendo tudo para que os clientes voltem na mesma intensidade de antes da pandemia - contou.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.