Covid-19: Niterói tem 513 novos casos e 17 mortes em uma semana; doença avança no Fonseca

Números ainda são altos para mudança de estágio, e cidade segue em alerta máximo Boletim da Prefeitura divulgado neste sábado, 15, que fecha a semana epidemiológica com 513 novos casos da doença e 17 mortes Nas últimas três semanas epidemiológicas, que é o critério científico para o acompanhamento da evolução da Covid, Niterói praticamente repetiu os números registrados esta semana: 513 novos casos e 17 mortes, considerando a semana iniciada no domingo 9 e terminada neste sábado, 15, computados os dados dos boletins divulgados diariamente pela Prefeitura. O resultado demonstra uma estabilização da doença, o platô a que se referem os estatísticos, mas num patamar ainda elevado, que não permite à cidade sair do Alerta Amarelo-2. No calendário epidemiológico, foi a trigésima-terceira semana. O número de casos e óbitos são dois dos mais importantes indicadores para a avaliação do Comitê Científico que assessora a prefeitura definir os estágios de isolamento da cidade, juntamente com dados sobre a ocupação de leitos e UTIs. Justamente os que impedem, no momento, o avanço para o estágio Amarelo-1, aguardado para o fim de agosto. Especialmente, o número de casos, que tem oscilado entre 400 e 500. Na semana anterior, foram documentados 400 casos novos. Os 513 desta semana representam um aumento de quase 30%. Em relação ao avanço da doença nos bairros, Icaraí, o endereço mais populoso da cidade, registra 1.559 contaminados. De certa forma, carrega junto Santa Rosa, com 632 casos e, agora também, o Ingá, com 375 notificações. O Fonseca, segundo bairro mais populoso da cidade, é o segundo no registro de casos e também passou de 1.000: foram 1.019 no último boletim. Outros bairros que aparecem entre os dez com maior presença da doença, são: Barreto, 691, o terceiro no ranking da cidade; o Centro, 521; e Piratininga, onde aparece a maior concentração da doença na Região Oceânica, com 445 casos. Itaipu tem 364. Na lista, aparecem ainda, Engenhoca, 258, e São Francisco, 290. No entanto, de acordo com levantamento feito pelo departamento de Estatística da UFF, considerando-se o número de casos por habitantes, a maior taxa pertence ao Badu, com 247 registros de Covid.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.