Eleições 2020: PSL confirma Deuler como candidato em Niterói, e grupo de Jordy sai derrotado

Sem grupo bolsonarista, direita diz que ‘vai varrer’ a esquerda de Niterói O delegado Deuler e Alexandre Ceotto (à direita) na convenção do PSL. Foto: Divulgação O Partido Social Liberal (PSL) realizou sua convenção partidária na tarde desta segunda (14) e confirmou Deuler da Rocha como candidato à Prefeitura de Niterói, numa derrota para o grupo bolsonarista ligado ao Deputado Carlos Jordy (PSL). O presidente Bolsonaro e seus filhos romperam com a direção nacional do PSL, à qual o diretório estadual e o de Niterói são ligados. O delegado da Polícia Federal Deuler da Rocha terá Alexandre Ceotto (Republicanos) como vice na chapa. O evento ocorreu no salão nobre do Praia Clube São Francisco. Além do Republicanos, o Partido da Mobilização Nacional (PMN) também faz parte da coligação intitulada “Força, honra e fé”. O candidato mostrou força na direita, com diversos representantes do PSL em Brasília e no estado reunidos, mas sem a presença de parlamentares ligados à família Bolsonaro. Deuler falou sobre suas principais plataformas de governo: - Niterói precisa, urgentemente, de uma reorganização. Gasta-se errado e há necessidades a serem resolvidas. Precisa, literalmente, andar. Mobilidade urbana é uma das minhas principais metas, pois temos que desafogar esse trânsito caótico que vivemos diariamente. Outra questão fundamental é a geração de empregos, principalmente após a pandemia de Covid-19. Muitos niteroienses perderam seus empregos. Além disso, como delegado da Polícia Federal, iremos varrer toda e qualquer possibilidade de corrupção que possa se instalar no município - afirmou Deuler. O vice-presidente do PSL e deputado federal Felício Laterça falou da importância da chapa de direita na disputa eleitoral de Niterói. - Muitos ficam questionando os candidatos se são armamentistas, se são isso ou aquilo. Eu costumo dizer que existe o lado do bem e do mal. Eu sou do lado do bem. Nossa chapa é do lado do bem. Esses candidatos são do bem, pela família, conservadores e pensam o bem da cidade. E é essa direita que vai mudar Niterói para melhor. “A direita não tem dono, não tem estrela” O deputado estadual Rodrigo Amorim, que também esteve presente, mandou o recado para os que querem ‘dividir a direita’. - A direita não tem dono, não tem estrela. Para aqueles que se dizem donos da direita, aqui eu digo com toda propriedade, essa parcela que votou conosco em 2018, irá dar o voto de confiança para o Deuler e para termos a maior bancada conservadora em Niterói - disse Amorim. Outro convidado presente, o deputado federal Luis Lima (candidato à Prefeitura do Rio), afirmou que a direita vai 'varrer' a esquerda em Niterói. - Temos Niterói como uma cidade muito importante, antiga capital do Estado, que vive hoje entregue A grupos esquerdistas que distribuem cargos e secretarias para facilitar seus interesses obscuros. Não tenho dúvidas que a direita tem tudo pra tirar esse tipo de governo assistencialista da cidade. Também esteve presente na convenção o candidato à prefeitura de São Gonçalo, Ricardo Pericar. A eleição municipal será realizada nos dias 15 e 29 de novembro (este último, caso haja segundo turno) Deuler da Rocha Gonçalves Júnior tem 56 anos e é delegado de Polícia Federal há 24 anos, sendo os seis últimos na delegacia de Niterói. Foi superintendente da PF no Amazonas e no Amapá e chefiou o Conselho de Segurança do Meio Norte, a Interpol e as delegacias de Repressão a Entorpecentes, de Crime Organizado e Inquéritos Policiais, de Crimes Contra o Meio Ambiente, Patrimônio Histórico e Cultural, e Marítima, Aérea e de Fronteira. É formado em Direito pela Universidade Federal Fluminense (UFF).

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.