Emergência em Niterói: Prefeitura pede para hospitais abrirem novos leitos e UTIs para Covid

Cidade vive novo pico da doença e monitoramento da Covid tem a pior nota desde junho O Prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, fez um apelo aos dirigentes de hospitais particulares da cidade para a abertura, em caráter de emergência, de novos leitos exclusivos para tratamento da Covid-19. Pediu ainda a reserva de uma cota de vagas para moradores de Niterói. O pedido foi feito nesta segunda-feira (21), numa videoconferência com representantes do setor privado de saúde no município, convocada para discutir a situação da pandemia do coronavírus na cidade. A Secretaria Municipal de Saúde de Niterói informa que o município registra 20.902 casos confirmados da doença e 586 óbitos. Rodrigo Neves ressaltou que Niterói tem hoje 85% dos leitos da rede privada ocupados e uma taxa de 70% de ocupação nos leitos da rede pública disponíveis para o tratamento da Covid-19. À noite, o Prefeito usou a transmissão que faz no Facebook junto aos secretários de Governo para fazer um apelo à população para seguir as regras de isolamento. Segundo ele, há um aumento intenso de casos e mortes na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Avisou que a Guarda Municipal vai intensificar a fiscalização e multar quem não estiver usando máscara, o que é obrigatório na cidade. Segundo ele, "os próximos dias serão determinantes para o que vamos viver em janeiro." Rodrigo Neves se dirigiu especialmente ao moradores mais jovens, que estão saindo mais neste fim de ano. Explicou que embora a doença não afeta tanto os jovens, eles estão levando a doença para dentro da casa dos seus pais. Segundo o Prefeito, pessoas com mais de 60 anos tem um risco de 20 a 50% de contrair uma manifestação mais grave da doença. - O maior gesto de amor que eu pediria aos jovens é que evitem a doença. Vocês estão levando a doença para dentro de casa. Tome cuidado, por amor a seu pai, ao seu avô, à sua mãe - apelou. A cidade permanece no estágio de Alerta Máximo Amarelo 2 – mas nos últimos meses se afastou do índice de 5,3 para chegar a 8,8. O indicador síntese é composto de 12 critérios, como número de leitos disponíveis, casos confirmados e número de óbitos. É este número, esta espécie de nota da cidade no combate à epidemia, que orienta o Plano de Transição Gradual para o Novo Normal. Quando o indicador chegar em 5, a cidade passa para o estágio Amarelo - 1. Mas no momento, está mais perto de 10. Se isto acontecer, a cidade passa a um estágio de risco maior, o Laranja, que pede novas medidas de restrição. Rodrigo Neves ressaltou que as comemorações de Réveillon estão suspensas em Niterói. Não haverá nenhum evento nas praias da cidade para evitar aglomerações. E, no dia 31 de dezembro, casas de festas, bares, clubes, restaurantes e quiosques e locais similares poderão funcionar somente até 18 horas e todos os eventos com cobrança de ingressos estão proibidos. - Nossa orientação é que não haja nenhum tipo de evento neste final de ano que não seja o das famílias, com pessoas que já estão convivendo. Nosso objetivo é salvar vidas, evitar a disseminação do Coronavírus. Reforço esse pedido para os niteroienses porque estamos observando um grande aumento do número de casos e óbitos na Região Metropolitana. O momento é de termos uma celebração de Natal simples, em família, evitando aglomerações - observou o Prefeito.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.