Empresa Cidadã

Socorro para garantir emprego em Niterói Nesta sexta-feira (15) serão encerradas as inscrições para o programa Empresa Cidadã I. A iniciativa da prefeitura de Niterói garante o pagamento de salário mínimo de até nove funcionários de empresas com até 19 empregados, entidades religiosas e organizações sindicais por três meses. Já no sábado (16), será aberto o cadastro para o Empresa Cidadã II, que atende organizações com até 40 funcionários. Quem se cadastrar no projeto deve se comprometer a não demitir funcionários em seis meses após a adesão ao programa. Na primeira fase, foram mais de 5 mil empresas cadastradas e cerca de 2.200 aprovadas, somando mais de 8.200 postos de trabalho garantidos. Serão contempladas mais 1.800 pessoas, já que o objetivo é preservar 10 mil postos de trabalho. Empresa Cidadã II Nesta segunda fase, as empresas contempladas, incluindo clubes e instituições filantrópicas, que tiveram atividades suspensas total ou parcialmente em virtude do isolamento social, podem ter até 40 funcionários. Para preservar 5 mil postos de trabalho, serão atendidos até 20 funcionários por organização. A empresa deve ter alvará na cidade para receber o auxílio de R$ 1.045 reais, pelos próximos três meses, por empregado. Em live na última terça-feira (12), ao anunciar a segunda fase do projeto, a secretária municipal de Fazenda, Giovanna Victer, lembrou que o primeiro repasse a empresas beneficiadas já foi feito e que o objetivo é recuperar a economia de Niterói. - As experiências internacionais mostram que, quanto melhor é o isolamento social e as medidas de enfrentamento de uma doença, mas rápida é a recuperação econômica. É isso que estamos fazendo em Niterói, com a criação de políticas públicas para que a economia da cidade possa se recuperar de forma mais rápida após esse período mais difícil - explicou. O projeto foi iniciado em abril deste ano como uma das ações da Secretaria de Fazenda no Gabinete de Crise, criado para manter a cidade estável durante o coronavírus e o período de comércios fechados e retração da economia. Entre as empresas cadastradas estão restaurantes, lanchonetes, livrarias, papelarias, salões de beleza, comércio varejista em geral, empresas de turismo, de serviços de manutenção e consultórios odontológicos, entre outras atividades. Confira como se inscrever O cadastro é realizado no portal empresacidada.niteroi.rj.gov.br. Ao acessar o site, insira os dados da empresa, como CNPJ, nome da empresa, e-mail e senha. Após a validação do cadastro pela equipe da prefeitura, a conta será ativada e será pedida a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) da empresa, assim como o nome do responsável pelas informações. Nesta etapa deverão ser incluídas as informações relativas aos até 9 empregados beneficiados (nome, CPF, PIS, endereço, e-mail e telefone), a conta bancária que receberá as transferências financeiras da Prefeitura e cópia, em foto ou arquivo pdf, da Guia de Recolhimento do FGTS – GRF e GFIP.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.