Escolas de Niterói debatem com pais e responsáveis antes de reabrir na pandemia

Maioria dos colégios adia retomada; GayLussac reabre nesta terça-feira para o Ensino Médio Por Natalie Vitorino Desinfecção de sala de aula em Niterói. Foto: Divulgação/Luciana Carneiro Apesar de o Prefeito Rodrigo Neves ter autorizado a retomada das aulas presenciais para alunos do Ensino Médio a partir desta segunda-feira (21), a grande maioria das escolas de Niterói não reabriu. A palavra de ordem nos colégios, depois de seis meses fechados por causa da pandemia de Covid-19, é cautela, além de muito debate com os pais. Dois dos maiores colégios privados de Niterói, o La Salle Abel e o Salesianos ainda farão reuniões com toda a equipe, nos dias 28 e 30 de setembro respectivamente, para decidirem a data de retomada das aulas presenciais. Mas afirmam que já estão preparados para oferecer toda a segurança necessária aos alunos, professores e colaboradores. Já o instituto GayLussac, em São Francisco, retomará o ano letivo para os alunos do Ensino Médio nesta terça-feira (22), podendo ser a primeira a reabrir na cidade. - Aproveitamos esta segunda- feira (21) para realizar os testes de Covid em todos os funcionários da escola e somente aqueles que testaram negativo vão voltar ao trabalho local. Por isso optamos pelo retorno nesta terça- feira (22), para que todos estejam tranquilos com os resultados. Desde agosto que a escola está preparada, cumprindo todos os protocolos de segurança, para receber os alunos e funcionários. Os pais que não se sentirem confortáveis em deixar os filhos voltarem à escola podem ficar tranquilos porque as aulas serão transmitidas ao vivo de forma simultânea - informou Luiza Sassi, diretora-geral do GayLussac. O Paulo Freire, no Engenho do Mato, só deve voltar a partir da semana que vem. O Centro Educacional de Niterói fez uma consulta aos pais e a maioria preferiu esperar um pouco mais para a retomada. O Colégio Estadual Hilário Ribeiro, que fica no Fonseca, informou que, por enquanto, permanece fechado e que ainda esta semana todos os funcionários vão se reunir para que seja feita uma pesquisa com os pais e alunos para saber qual a porcentagem que deixaria o seu filho retornar às aulas neste momento em meio à pandemia. Com base nesse levantamento os diretores decidirão o que fazer. Por enquanto a escola não tem data exata para a reabertura. Projeto piloto A Prefeitura afirma que a reabertura apenas pelo Ensino Médio será um projeto piloto. Para isso, as unidades deverão seguir um protocolo de vigilância da saúde escolar, com medidas de higiene e distanciamento, e manter o ensino a distância para os alunos que não optarem pelas aulas presenciais. A Prefeitura afirmou que vai monitorar as escolas que reabrirem a partir desta terça-feira. Segundo a Prefeitura, os profissionais da educação que atuarão nas escolas receberam treinamento especial para implantar o protocolo de vigilância da saúde escolar. Professores e funcionários com mais de 60 anos ou que fazem parte do grupo de risco continuarão afastados das atividades presenciais. As escolas deverão fornecer máscaras para professores, funcionários e alunos, além de providenciar a troca deste equipamento a cada duas horas. Será obrigatória a medição de temperatura na entrada das unidades de ensino, além da existência de tapetes sanitizantes e a disponibilização de álcool gel. A presença de agentes de desaglomeração é obrigatória. As escolas deverão manter portas e janelas abertas. Onde isso não for possível, será necessário redobrar a atenção com os protocolos de higiene e refrigeração do ambiente. A Secretaria Municipal de Saúde capacitou os diretores e gestores das escolas sobre o protocolo de vigilância da saúde escolar e vai monitorar os números de casos de Covid-19 na faixa etária de 14 a 18 anos. As escolas devem comunicar à Secretaria os casos da doença. A autorização para as aulas presenciais no Ensino Médio pode ser revogada de acordo com avaliação do Gabinete de Crise.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.