Felipe Peixoto aparece com rejeição maior que Axel Grael para Prefeito de Niterói, diz pesquisa

Candidato que hoje tem a mais alta taxa de rejeição é Flávio Serafini, do PSOL, segundo o Paraná Pesquisas O deputado estadual Flávio Serafini, candidato do PSOL a Prefeito de Niterói. Foto: Divulgação Em empate técnico na pesquisa sobre intenção de votos para Prefeito de Niterói, o ex-secretário Axel Grael (PDT) e o ex-deputado Felipe Peixoto (PSD) estão em situação diferente quando a sondagem é sobre rejeição. Na consulta feita pelo instituto Paraná Pesquisa entre os dias 29 de agosto e 2 de setembro, Axel aparece com 27,6% de rejeição contra um percentual bem mais alto de eleitores, de 44,3%, que dizem não votar em Felipe Peixoto “de jeito nenhum”. Entre os quatro candidatos incluídos na pesquisa sobre potencial e rejeição, porém, quem ficou com a taxa mais alta foi o deputado estadual Flávio Serafini: 49,4% dizem que não votariam no candidato do PSOL de jeito nenhum. Bruno Lessa, do DEM, tem 42,8% de rejeição. Saiba mais detalhes sobre a pesquisa: Axel Grael sai na frente, mas em empate técnico com Felipe Peixoto em Niterói Outra vantagem para Axel sobre Felipe Peixoto é que ele aparece com um potencial ligeiramente maior que o de Felipe Peixoto: 14,8% dos entrevistados dizem que “com certeza” votariam nele, contra 9% no candidato do PSD. Dos entrevistados, 5% responderam que “com certeza” votariam em Serafini e 4,3% em Bruno Lessa. Entre os que declaram que “poderiam votar” em Axel Grael e em Felipe Peixoto há um empate técnico: 40,6% a 40,8% repectivamente. Já 28,5% admitem que poderiam votar em Serafini e 33,8% em Bruno Lessa. A pesquisa ouviu 800 eleitores de Niterói por telefone e foi registrada no TSE com o número 05322/2020. A margem de erro é de 3,5 pontos para mais ou para menos.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.