Isolamento cai sem parar em Niterói após relaxamento da quarentena

Taxa foi de 44,3% nesta segunda-feira, muito abaixo dos 70% recomendados Aglomeração na porta de lotérica no Largo do Marrão. Foto: Gustavo Stephan Niterói começou a relaxar o isolamento social necessário para conter a pandemia de Covid-19 junto com a flexibilização das regras de quarentena autorizada por decreto da prefeitura. Não são só atividades físicas individuais ou os novos setores do comércio autorizados a abrir. A quantidade de pessoas nas ruas assusta quem se preocupa com as estatísticas diárias, que mostram taxas crescentes de infecção pelo coronavírus e de mortes na cidade. Pelos dados exibidos pela prefeitura no painel Covid, quando aconteceu a primeira morte na cidade em 19 de março e a cidade adotou o isolamento, a resposta foi rápida. No dia 21 de março, a taxa de isolamento chegava a 46,9%. Desde então permaneceu acima dos 50%, chegando a passar de 60%, em alguns momentos. Depois do lockdown, com as regras de transição para o novo normal, em apenas uma semana o índice atingiu a menor taxa desde a adoção das medidas de proteção: 44,3%, nesta-segunda-feira, 8 de junho. Na semana de 17 a 23 de maio, o isolamento social baixou para 51,3% em Niterói, segundo levantamento da InLoco, empresa que usa a geolocalização de celulares para analisar a movimentação da população. A permissão para atividades físicas individuais na orla entrou em vigor justamente no dia 21, a partir de quando parte do comércio não essencial também foi autorizado a abrir. Na semana seguinte, de 24 a 30 de maio, o isolamento já estava abaixo dos 50% e chegou a 49,1%, quando o ideal é de 70% em uma pandemia com índices de contaminação e mortes ainda não decrescentes. Com o relaxamento, as ruas estão cheias. Na semana de 31 de maio a 6 de junho, o isolamento já era de apenas 45,9%, segundo os dados da InLoco publicados pelo Sigeo, da prefeitura. Nesta segunda-feira, chegou a 44,3%. É uma realidade fácil de constatar por quem precisa sair de casa. As ruas Moreira César e Gavião Peixoto, em Icaraí, têm um movimento acima do recomendado. Nesta terça-feira havia muita gente no Largo do Marrão, em Santa Rosa, e a fila numa casa lotérica chamava a atenção. O mesmo acontecia no Largo da Batalha, com fila enorme também numa loteria e inúmeras pessoas sem máscaras.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.