Niterói começa a reduzir isolamento na quinta-feira

Cidade permanece em alerta sem data para aulas, comércio e restaurantes Por Carolina Ribeiro A partir desta quinta-feira (21), Niterói vai entrar no “sinal laranja” para Covid-19, o que indica que ainda demanda atenção no combate ao coronavírus, mas com algumas atividades liberadas. O indicador faz parte de um novo sistema que está sendo implementado na cidade para apontar a situação de transmissão do vírus. Caso o município volte a registrar aumento acelerado de doentes, a prefeitura poderá restringir novamente a circulação. Pelo decreto do prefeito Rodrigo Neves, o chamado lockdown acaba nesta quarta (20). A cidade registrou até esta segunda 1.295 casos confirmados e 74 óbitos em decorrência da Covid-19. De acordo com o prefeito, a situação de Niterói será analisada constantemente pela equipe da prefeitura com base em alguns indicadores. Serão levados em conta a taxa de contaminação e a velocidade do avanço do vírus; o estágio de evolução do vírus; incidência de novos casos; taxa de mortalidade; e a capacidade da rede hospitalar para enfrentar a situação. O novo sistema, que será detalhado em live nas redes sociais da prefeitura nesta terça (19), é dividido em fases e sinais. A partir do resultado dos indicadores citados, a cidade pode chegar ao estágio de sinal preto para extrema gravidade; vermelho, para uma situação muito grave; laranja, que demanda atenção; e amarelo, de alerta. — Nunca estivemos no sinal preto. Vamos sair do vermelho para o laranja, que ainda demanda atenção. O sistema não tem um sinal verde porque, até que tenhamos a vacina para imunizar contra o coronavírus, vamos ter que aprender a conviver com essa situação. Vai exigir de nós bastante disciplina numa mudança de hábitos para evitar que a cidade volte a ter restrição de atividades — disse o prefeito. Rodrigo Neves lembrou que será necessário ainda o distanciamento social. A retomada será gradual. A partir de quinta, será obrigatório, com possibilidade de multa de R$ 180, o uso de máscara nas ruas. Praças e parques públicos permanecerão fechados, assim como as praias, abertas apenas para exercício individual. Shoppings, cinemas e teatros não têm data de reabertura divulgados. Segundo o prefeito, no último domingo (17), Niterói registrou a maior taxa de isolamento desde o início da quarentena. Informou que a cidade atingiu 90% do nível considerado ideal pelos especialistas, que é de 70%. — O isolamento tem sido muito importante para achatar a curva de casos e reduzir a taxa de transmissão e mortes na cidade. As ações são necessárias para que possamos recuperar mais gente e estamos recuperando. Recuperamos muitos doentes graves, temos menos óbitos do que previam os especialistas. Alguns diziam que poderíamos ter mais de 400 óbitos — ressaltou, completando que a cidade tem a menor taxa de letalidade da Região Metropolitana. Dos 1.295 casos confirmados divulgados no último balanço da prefeitura na noite de segunda, 493 já estavam recuperados do vírus. A cidade, no entanto, ainda registra um número alto de infectados. São 663 em isolamento domiciliar e 65 hospitalizados, em leitos públicos e privados, com os testes positivos. No total, são mais de 170 hospitalizados com síndrome respiratória aguda, entre confirmados para Covid-19 e outros aguardando testes. O secretário de Saúde, Rodrigo Oliveira, disse que as medidas de retomada de atividades em Niterói foram elaboradas com base na ciência e nas análises das experiências internacionais. Além disso, ressaltou que o setor de vigilância epidemiológica da cidade, como o Programa Médico de Família, vem sendo reforçado ao longo dos anos, o que possibilitou construir ações rápidas de orientação contra o vírus. — Com as ações de combate, junto à consciência dos cidadãos, conseguimos a antecipação das atividades, a redução da velocidade de transmissão do vírus e a diminuição da letalidade da Covid-19 em Niterói. É fundamental estabelecer um novo padrão de normalidade, com uso de máscara, uso de álcool em gel e no distanciamento social — enfatizou. Máscaras obrigatórias Mesmo com a flexibilização de regras do isolamento social a partir de quinta-feira (21), é bom ficar atento a um detalhe: o uso de máscaras nas ruas será obrigatório. Quem sair para caminhadas ou para usar serviços essenciais, como supermercados e farmácias, terá de usar a máscara contra a Covid-19 o tempo todo. Quem for flagrado sem máscara poderá ser multado em R$ 180. As máscaras serão obrigatórias nas ruas. Foto: Pedro da Matta e Caio Pacheco Caminhadas Moradores de Icaraí, Ingá, São Francisco e Charitas, entre outros bairros próximos, já fazem planos para a volta das caminhadas, nos calçadões das praias, a partir desta quinta-feira (21), quando a prefeitura promete liberar os esportes individuais ao ar livre. O lockdown acaba na quarta, dia 20. Mas é bom ficar atento: pelas regras da prefeitura, somente atividades físicas individuais serão permitidas e em horários específicos: entre 6h e 9h e das 16h às 20h, para pessoas com menos de 60 anos. Já quem tem mais de 60 terá horário reservado: das 9h às 11h. Nas ondas de Itacoatiara O fim das medidas mais drásticas de isolamento social, a partir da próxima quinta-feira (21), também anima os surfistas. Muitos não deixaram de entrar no mar durante o período de lockdown, mas sempre havia o risco de serem advertidos por guardas municipais ou policiais militares. Agora eles esperam ansiosos a quinta-feira, acreditando que poderão surfar em Itacoatiara sem problemas. O prefeito disse neste domingo que vai liberar práticas esportivas individuais nos calçadões a partir de quinta, mas não falou de surfe.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.