Niterói pode comprar vacina sem depender do Governo federal

Câmara de Vereadores autorizou a Prefeitura a contratar vacina diretamente do fabricante por Gabriel Gontijo Vacinas já começaram a ser aplicadas no Reino Unido e na Rússia Em sessão plenária desta quarta (9), a Câmara Municipal de Niterói aprovou por unanimidade o projeto de lei de autoria do vereador Paulo Eduardo Gomes (Psol) que autoriza a prefeitura a comprar vacinas contra a Covid-19. Dessa maneira, ainda que o governo federal não forneça as vacinas através do Programa Nacional de Imunizações, a prefeitura poderá efetuar a compra de vacina com eficácia comprovada e aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Além de autorizar a compra da vacina, a proposta aprovada pelos vereadores também autoriza Niterói a instituir ou até mesmo participar de parcerias com outros estados e municípios, a fim de compartilhar recursos e tecnologias, realizar pesquisas ou desenvolver a capacidade de produção local de vacinas,especialmente por meio de órgãos e instituições públicas. Segundo Paulo Eduardo Gomes, Niterói "saiu na frente" com essa aprovação, pois afirma que a cidade não pode sofrer com medidas que qualificou como "criminosas" por parte do governo federal. Por essa razão, o vereador afirma que a prioridade do orçamento público tem que ser em defesa da vida. - Nossa cidade saiu na frente em diversas medidas e não pode ser vítima de atitudes criminosas e irresponsáveis do governo federal. Com essa medida a Câmara se antecipa e fornece meios ao Poder Executivo para que possa garantir imunização para a população da cidade com a possibilidade de compra de vacinas com eficácia comprovada contra a COVID-19 que não estejam sendo fornecidas pelo Programa Nacional de Imunizações, ou através de consórcios com outros estados ou cidades. A prioridade orçamentária neste momento tem que ser a proteção da vida - disse o vereador, que também preside a Comissão de Saúde e Bem Estar Social da Câmara Municipal. Vereador Paulo Eduardo Gomes, presidente da Comissão de Saúde Além da proposta apresentada pelo vereador, que é o presidente da Comissão de Saúde da Câmara, em agosto deste ano, o Executivo niteroiense iniciou uma parceria com o Instituto Butantan e a Fiocruz para realizar um programa de testes de eficácia da Coronavac. Aproximadamente 850 profissionais de saúde foram voluntários e participaram da fase inicial de testes na cidade. Em vídeo ao vivo feito na página da prefeitura no Facebook, o Prefeito Rodrigo Neves falou, nesta terça-feira(8), que os testes já foram concluídos e que tem recebido "os melhores relatos possíveis, da Fiocruz e do Butantan, quanto à imunização na fase três dos testes".

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.