Niterói reforça controle da Covid, diante da alta de casos no Rio e São Gonçalo

Prefeito Rodrigo Neves tem suspeita de Covid mas assegura que Niterói está distante de uma segunda onda da doença O Prefeito Rodrigo Neves, em casa, com suspeita de Covid. Reprodução A tradicional live das quintas-feiras do Prefeito Rodrigo Neves não foi feita do gabinete na Prefeitura, como de costume, mas da casa dele, com alguns remédios expostos ao lado da poltrona. O Prefeito voltou a sentir sintomas de gripe e está em isolamento, diante dos riscos da Covid. Em agosto, ele já passara por isto e o exame deu negativo. Tossindo, em alguns momentos, afirmou que não há um aumento de casos suficiente para que sejam adotadas novas restrições como em São Gonçalo. Leia também: Conheça os riscos de infecção pelo coronavírus em Niterói O Prefeito abriu a sua transmissão reportando o aumento de casos no Brasil, que chegou a 5 milhões 981 mil exames confirmados e 168 mil mortos. Citou ainda a situação do Estado do Rio, com 332 mil 392 casos e 21 mil 698 óbitos - sendo 13 mil na cidade do Rio de Janeiro. A situação do Rio preocupa em especial pela intensa movimentação de pessoas entre as duas cidades. Na sequência, informou os números de Niterói: 16.225 casos, 507 mortos, 103 pessoas hospitalizadas e 140 pessoas em monitoramento domiciliar. Rodrigo Neves reconheceu que houve um aumento de internações na cidade. Mas sustenta que a taxa de ocupação dos leitos hospitalares era de 28% há dez dias e passou a 37% esta semana. Cita números que não conferem com os que foram divulgados pelos hospitais privados, o SINDHLESTE, que relataram a existência de 314 pessoas internadas e uma ocupação acima de 50% dos leitos e UTIs de Niterói. Atribui o aumento da ocupação à cidade vizinha. - São Gonçalo decretou novas medidas de emergência, a cidade está com 100% dos leitos ocupados e demanda da rede hospitalar de Niterói, especialmente a rede privada, então há gente de outras cidades internada em Niterói - explicou. E disse ainda: " Estamos num cenário controlado. Apesar do aumento de caso e internações estamos longe de uma segunda onda." O Prefeito, no entanto, advertiu que a cidade precisa manter as medidas de proteção, como o uso de máscara, distanciamento e limpeza das mãos. E anunciou algumas ações para aumentar o controle sobre a doença. Disse que a Prefeitura vai distribuir mais 500 mil máscaras. Já foram entregues 1,5 milhão, mas acredita que a iniciativa tem efeito educativo. O município também vai retomar a sanitização das ruas. E Voltará a usar o carro de som para alertar à população para o controle da pandemia. O Prefeito não considera rever o funcionamento das atividades liberadas, como o funcionamento de bares, restaurantes, academias, cinemas... Mas anunciou que o gabinete de crise vai conversar com os empresários para que os protocolos pactuados sejam rigorosamente cumpridos, como o controle de lotação, medição de temperatura, distanciamento, uso de máscara e aplicação do álcool em gel. O município pretende acompanhar mais de perto o cumprimento das normas. Finalmente, anunciou que o Programa Médico de Família vai intensificar o trabalho nos bairros e o programa porta a porta, que permite o monitoramento dos casos da doença e a prevenção do contagio. Usou seu caso como exemplo: - É importante que façam como estou fazendo, se tiver algum sintoma, gripe, febre, dor de cabeça, fique em casa, marque seu teste. O Prefeito lembrou que a Prefeitura já realizou 120 mil testes e que a testagem é importante para o acompanhamento da doença. Neste sábado, três dias depois dos primeiros sintomas, como se recomenda, Rodrigo Neves fará novo teste de Covid.

Niterói reforça controle da Covid, diante da alta de casos no Rio e São Gonçalo