Niterói vai às urnas diante dos maiores desafios da história da cidade

Campanha mostrou urgência de medidas contra a Covid e para a recuperação do emprego e da renda A campanha na Praça Arariboia, no Centro. Foto: Gustavo Stephan Uma eleição como poucas, impactada pelo coronavírus. Datas revistas, prazos encurtados, campanha sem aglomeração, regras novas, menos dinheiro… E, ao mesmo tempo, a eleição mais importante que Niterói tem pela frente em muitos anos. O governo que os moradores de Niterói vão eleger neste domingo, 15 - ou em segundo turno, dia 29 - terá a difícil tarefa de liderar a Prefeitura num período de desafios inéditos: controlar a Covid, que ainda é uma ameaça, promover a mais abrangente ação de vacinação já realizada no país e adotar as medidas necessárias para fazer a economia voltar a funcionar e socorrer a população desassistida. Leia também: eleitor idoso terá prioridade para votar No domingo, 391.268 eleitores da cidade terão que fazer escolher um nome para Prefeito: Allan Lyra, do PTC; Axel Grael, do PDT; Deuler da Rocha, do PSL; Felipe Peixoto, do PSD; Flávio Serafini, do PSOL; Juliana Benício, do Novo; Renata Esteves, do PMB; Sérgio Perdigão, do PSTU; e Tuninho Fares, do DC. Também terão que marcar na urna o número do candidato a vereador, entre os mais de 700 inscritos. Saúde e retomada da economia foram os temas mais discutidos durante a campanha, apesar da ausência do candidato do governo nos debates. A principal atividade da cidade se refere a serviços, comércio, bares, restaurantes, empresas de advocação, de informática. Mais da metade do emprego. O setor mais castigado pela pandemia, uma vez que depende da proximidade do cliente, quebrada pelo isolamento, Nos últimos dias, a campanha tomou conta das ruas, colorindo a cidade, mesmo diante de protocolos de isolamento. A cidade tem a tradição de um alto comparecimento às urnas; cerca de 80%. Mas a permanência prolongada do Alerta Máximo, Amarelo-2, pode ter impacto na movimentação dos eleitores. Eleitores mais idosos, moradores com comorbidades, e os mais cuidadosos em relação ao contágio podem evitar sair para votar - num movimento que não é possível estabelecer se pode impactar o resultado da eleição. A eleição americana mostrou que o comportamento do eleitores de Trump era radicalmente diferente do de Biden. E isso só não influenciou na eleição, porque foi ampliado o voto por correio. O TRE criou uma série de normas para garantir a segurança sanitárias na hora de voltar, Os locais de votação serão higienizados, será evitado contágio, recomenda-se que os eleitores levem suas próprias canetas para comprovar o voto, os eleitores não ~devem ter acompanhantes e haverá álcool gel em cada sala, para uso na entrada e na saída. Flávio Serafini, do PSOL Os candidatos estão conscientes da urgência do momento. Flávio Serafini, do PSOL, aproveitou o último dia de campanha para percorrer Icaraí, o maior colégio eleitoral da cidade, com 80 mil moradores. Se queixa da falta de debate, pela ausência do candidato do governo, Axel Grael, apresenta um programa ambicioso de governo, mas sabe que terá que agir rápido. Antecipa que uma das primeiras medidas a fazer, casa seja eleito, será garantir uma renda básica permanente e implantar uma política de geração de empregos. Axel Grael, do PDT Nesta sexta-feira, Grael caminhou pelas ruas do Fonseca, na Zona Norte, ao lado do Prefeito Rodrigo Neves, reafirmando seu compromisso de trazer um novo ciclo de investimentos para a região, com a requalificação da Alameda São Boaventura. Uma das apostas do candidato é a parceria com a UFF: “Niterói é a cidade mais inteligente do Estado do Rio e temos o privilégio de abrigar a UFF. Nesse momento de retomada econômica, em que a inovação e o uso de novas tecnologias se tornam imprescindíveis, a UFF é uma parceira estratégica no planejamento, elaboração de projetos e prestação de serviços aos niteroienses", disse. Deuler da Rocha, do PSL Na reta final das eleições, o candidato a Prefeito de Niterói, Deuler da Rocha (PSL) esteve em um almoço fechado com empresários locais onde apresentou propostas de fomento à geração de emprego para diversos setores da cidade. “Quero trazer emprego e desenvolvimento para que o cidadão não precise mais cruzar a ponte em busca de emprego ou melhores condições de vida” - declarou. Juliana Benício, do NOVO Juliana Benício, candidata pelo NOVO, esteve no Centro de Niterói para conquistar votos de moradores e, principalmente, comerciantes do local. Explicou seu plano: “Temos uma região pronta para se desenvolver. A infraestrutura é ótima: internet, telefonia e transportes. O que precisamos fazer é uma ação conjunta de vários órgãos da prefeitura e do estado para resolver a segurança, a grave questão social dos moradores de rua, e permitir habitações residenciais e comerciais.”. Felipe Peixoto, do PSD Felipe Peixoto continuou com sua rotina de reuniões e panfletagens pela cidade. Na última sexta-feira antes do primeiro turno, o candidato esteve pelo Largo da Batalha e por Icaraí, panfletando e conversando sobre suas propostas. Também passou por Itacoatiara. A agenda de Allan Lyra (PTC) foi tranquila nesta sexta-feira. Na reta final de sua campanha para o primeiro turno, o prefeitável visitou a comunidade do Sabão junto de candidato a vereador da sua coligação, onde conversou com a população local sobre suas propostas. Allan Lyra, candidato do PTC a Prefeito, em campanha

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.