O inimigo mora ao lado, também

São Gonçalo preocupa com 15 mortes em 24 horas O aumento dos casos da doença em São Gonçalo assustou as autoridades de saúde, depois que a cidade registrou 15 mortes em 24 horas, no boletim divulgado nesta terça-feira (19/5).Ainda existem 36 óbitos à espera de confirmação. O município já soma 105 óbitos. A situação, no entanto, é mais preocupante do que aparece nos números, devido ao baixo índice de testes realizados. Oficialmente, a cidade tem 748 casos confirmados. E uma das maiores taxas de letalidade do estado. Para dar uma dimensão da epidemia no município, a Prefeitura divulga diariamente o número de casos suspeitos, que explica o temor com o avanço da Covid-19: são 5.728. Apenas, 565 descartados. O que sugere que um percentual elevado deste grupo pode efetivamente ter a doença. A Covid-19 já se espalhou por toda cidade, com maior concentração nos bairros mais populosos, como Colubandê, Jardim Catarina, Trindade, Alcantara, Galo Branco e Santa Izabel. O maior número de óbitos ocorreu no Jardim Catarina, área de maior densidade do município. O próprio prefeito de São Gonçalo, José Luiz Nanci, foi contaminado. Cumpriu afastamento social e já retomou o trabalho. A cidade está em ”isolamento rigoroso”, apenas com as atividades essenciais funcionando. Comerciantes têm pressionado a prefeitura a reabrir as atividades e nesta terça-feira sugeriram a possibilidade de comércio no sistema drive-thru. O isolamento está previsto até 31 de maio. A cidade tem contado com o apoio da prefeitura de Niterói, que destinou recursos para a construção de um hospital de emergência, juntamente com Maricá. O Batalhão de Artilharia de Niterói está trabalhando “sanitação” da cidade, especialmente de áreas hospitalares, com a maternidade Mário Niajar.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.