Pai grava músicas com o filho durante pandemia em Niterói

Objetivo do músico e do pequeno baterista é alegrar as pessoas na quarentena Gustavo e Caetano com o violão Caetano tem 9 anos, estuda no Abel e está tendo aulas remotas diariamente durante a pandemia de Covid-19. A rotina de estudos é pesada, mas mesmo assim ele combinou com o pai, o fotógrafo e músico Gustavo Stephan, de gravar uma música por semana, todo fim de semana, durante a quarentena. Caetano é baterista, toca na orquestra do Abel, e faz bonito com vários instrumentos de percussão. - É uma forma também de a gente alegrar as pessoas. Não precisa ser uma melodia ou uma letra perfeitas, mas importante é que passe uma coisa legal para as pessoas – diz Stephan. Os vídeos com as canções de pai e filho são divulgados no Facebook de Stephan, como “Amarelinha”, com interpretação de Caetano. Já foram seis músicas feitas pela dupla durante o período de pandemia. - “Amarelinha” tem uma relação bem direta com o que estamos vivendo. Com esses dias lindos de outono, a gente trancado dentro de casa... É bom sentir que pode levar alegria para as pessoas – diz Stephan. Em 2017, ele lançou o CD infantil “Catavento” e está finalizando agora o segundo, “Quando eu era criança”, um pouco menos infantil, mas que terá músicas de ninar e também muitas lembranças de infância nas letras. Caetano já participou do primeiro CD do pai e terá participação no segundo. O endereço onde pai e filho divulgam os vídeos das músicas e os trabalhos fotográficos de Stephan é @gustavostephan.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.