Projeto 'Nos ajude a ajudar' socorre pessoas em vulnerabilidade social em Niterói

No Dia Mundial da Alimentação e com a fome aumentando no mundo, o A Seguir: Niterói conta um pouco sobre a iniciativa Por Suzana Moura Material de higiene separado para doação Durante a pandemia de Covid-19, diversas redes de solidariedade se mobilizaram em Niterói para arrecadar contribuições a pessoas em situações de vulnerabilidade com a crise. Nesta sexta (16), no Dia Mundial da Alimentação e com a fome aumentando no mundo, o A Seguir: Niterói destaca uma das iniciativas de socorro a vulneráveis em Niterói: o Nos Ajude a Ajudar, uma campanha que nasceu em março, após a idealizadora, Raissa Torres, perceber a dificuldade de diversas famílias em ter acesso a comida, itens de higiene básica e roupas. A organização começou no bairro do Barreto, Zona Norte da cidade, e atualmente conta com 7 pessoas diretamente ligadas ao trabalho, além de contar com líderes comunitários e voluntários para fazer a distribuição dos kits. São dezenas de pessoas trabalhando no mesmo propósito. - Assisti a uma reportagem na TV em que pessoas relataram a dificuldade de ter acesso a itens básicos e, para eles, o sabonete era um item supérfluo porque o pouco que eles tinham não garantiam nem alimentação. Esse foi meu choque de realidade. A partir daquele momento, decidi que queria fazer algo por essas pessoas. Entrei em contato com uma amiga da comunidade do Marítimos e perguntei se ela tinha acesso a famílias que estavam em situação vulnerável e começamos. Essa foi a nossa primeira oportunidade para ajudar. Em cinco dias conseguimos montar e encaminhar 50 kits com sabonetes, detergente, esponja e papel higiênico - conta. A partir daí, Raissa não parou mais. O grupo se uniu a líderes comunitários e outros movimentos começaram a encaminhar doações sistematicamente. Atualmente, são enviados semanalmente 200 kits individuais (com papel higiênico, pasta e escova de dente, sabonete e barbeador) para a população de rua de Niterói, e mensalmente encaminham doações também para a população de rua de Alcântara / São Gonçalo, além de cestas básicas e higiene e limpeza para as comunidades do Marítimos (Niterói), Abacatão (São Gonçalo) e Porto das Caixas (Itaboraí). - Nesses meses também ajudamos pontualmente cinco casas de acolhimento em Niterói, ações desenvolvidas com população de rua no Rio de Janeiro e em Neves (São Gonçalo), e também famílias de diversos bairros das duas cidades. Além dos produtos de higiene, limpeza e alimentos, recebemos também roupas, brinquedos, itens de casa. Tudo que pode ser útil - relata. Alimentos já empacotados para doação a famílias vulneráveis O grupo recentemente começou a entregar 60 refeições por semana (feitas por um restaurante que se comprometeu a ajudar) para pessoas em situação de rua do Centro, São Lourenço e Boa Viagem. O Nos Ajude a Ajudar recebe doações em dois pontos (residências no Barreto e Centro) e também realiza coletas através das rotas que agenda. - Todas as pessoas que conseguimos ajudar até hoje são muito receptivas conosco. Temos muito carinho pelo trabalho e por todos os envolvidos nessa rede. Os líderes comunitários são pontes para que as doações cheguem às comunidades e se tornaram nossos amigos. Nosso muito obrigado a todas essas pessoas que se sensibilizaram em participar dessa iniciativa - diz Raissa. Itens de limpeza prontos para serem encaminhados. Quem quiser saber mais sobre o projeto ou ajudar basta acessar a página do movimento no Instagram: @nosajudeaajudarniteroi.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.