Rua, rua e mais rua. Campanha para Prefeito de Niterói na reta final

Na pandemia, foco na internet não substitui o corpo a corpo com eleitores da cidade Por Gabriel Gontijo Flávio Serafini distribui panfletos em comunidade de Niterói: campanha intensificada Em plena pandemia de Covid-19, o que era esperado não aconteceu com tanta força: a internet não substituiu o calor das ruas na campanha para Prefeito de Niterói. Os candidatos rodam pela cidade o dia todo. Em conversa com o A Seguir: Niterói, alguns candidatos falaram de suas estratégias para os próximos dias. Rua, rua e mais rua, além de debates e todas as brechas que puderem ocupar na internet, como o debate na OAB de Niterói, quinta-feira, 5. É o que planejam fazer até a votação do primeiro turno, no dia 15. No confronto de terça-feira,promovido pela Associação de Clubes de Niterói, o candidato do Prefeito Rodrigo Neves, Axel Grael (PDT), não compareceu. Candidato do PSOL, Flávio Serafini visitou ontem a comunidade do Viradouro e disse que vai intensificar sua presença nas ruas, “principalmente em favelas e periferias”, e disse sentir que sua campanha já atinge diferentes setores da sociedade. Serafini analisou o debate: -Foi bom porque deu para mostrar nossas propostas e demarcar nossas diferenças com as diferentes candidaturas da direita que se apresentaram lá no debate. Niterói nesta eleição tem uma variedade de seis candidaturas que se posicionam no campo da direita, que mantêm relações mais ou menos estreitas com o bolsonarismo. E agora vamos intensificar as ruas para chegar bem no segundo turno. Felipe Peixoto panfleta em Icaraí: aposta nas ruas e nos debates. Foto Divulgação Felipe Peixoto (PSD), que nesta quarta-feira,3, pedia votos na Rua Moreira César, em Icaraí, disse que saiu otimista do debate e que, mesmo com os cuidados por causa da pandemia, o niteroiense tem sido participativo nas ruas. Ao mesmo tempo, ele aproveitou para cutucar Axel Grael pela ausência no debate. -As expectativas são muito boas. Mesmo com as restrições por conta deste momento de pandemia, a rua está quente, com as pessoas vindo o tempo todo cumprimentar, falar e declarando apoio e voto na gente em todos os cantos da cidade. Sobre o debate, foi um encontro muito bom e só lamentando a ausência do candidato Axel. O que será que ele tem a esconder? - ironizou Peixoto. Protagonista de um dos momentos mais tensos do encontro, Deuler da Rocha (PSL) afirmou que lamenta a ausência de alguns e criticou quem compareceu e não apresentou proposta. Ele, que bateu boca com Allan Lyra, do PTC, sobre quem é de fato o candidato do presidente Bolsonaro na cidade, disse ter boa expectativa para outros debates. -Gostei bastante do debate, acho fundamental para que a população possa ver quem é, de fato, que tem condições que governar nossa cidade. É uma pena que, inclusive, teve candidato que não apresentou nada para a população, nenhum plano de governo. Fora outros que nem foram e não deram a devida importância para os eleitores. Mas virão outros debates, como o da OAB, e esperamos continuar mostrando nossos projetos e sair vitoriosos - disse Deuler. Juliana Benício, do Novo, disse rejeitar participar do que chama de “teatro da polarização ideológica”, que, segundo ela, tem prejudicado a política nacional. E sobre o tempo que resta de campanha, a candidata disse esperar que seja tão intenso como tem sido até aqui: -Para os dez últimos dias, espero muito trabalho, me doar integralmente para esse projeto que tanto acredito e me preparei. Do cidadão niteroiense, só espero que ele não venda seu voto, não venda seus sonhos, não venda seu futuro, que eles votem de acordo com suas convicções. Renata Esteves (PMB) disse acreditar que o evento “foi extremamente positivo” por apresentar ao eleitor os projetos que acredita ter consistência e que também traga impacto transformador para a cidade. Ela ainda se apresentou como “uma alternativa à velha política”, algo que acredita que está se perpetuando nas últimas décadas. Já Tuninho Fares, candidato a Prefeito pelo DC, o eleitor pôde analisar suas propostas em situação de igualmente com os dos demais, pois o debate permitiu que todos tivessem as mesmas condições nas trocas de ideias. Sérgio Perdigão, candidato do PSTU, disse que não compareceu ao debate porque “toda a equipe da campanha estava empenhada em acertar os rumos da campanha diante da necessidade de substituição” da candidatura. Ele substitui Danielle Bornia, que teve o registro negado pelo TRE, na reta final. Os candidatos Axel Grael e Allan Lyra, do PTC, não responderam.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.