São Gonçalo adota medidas de isolamento para enfrentar aumento de casos de Covid

Cidade vizinha a Niterói registra aumento de casos, internações em UTIs e mortes Rastreamento de possíveis infectados: novas medidas contra a Covid A decisão foi anunciada por decreto do Prefeito José Luiz Nanci. A cidade de São Gonçalo adota medidas de emergência de isolamento social, pelo menos, até o dia 27 de novembro. Uma série de atividades que tinham sido liberadas voltam a fechar. Como escolas, academias, igrejas, cultura, lazer e qualquer evento que resulte em aglomeração. Outras, funcionarão em horário restrito, como os shoppings. Atividades essenciais, como mercados, farmácias e postos de gasolina não serão afetadas. Mas até a circulação nas ruas será controlada. A cidade, que, nas últimas semanas, apresentava risco baixo de contaminação, estágio amarelo, regride e volta ao estágio de alerta laranja. São Gonçalo registrou 21.146 contaminados por Covid desde o início da pandemia e 732 mortes. No levantamento da Secretaria Estadual de Saúde, porém, aparece um número mior: 803 óbitos, até o boletim desta quarta-feira, 18; No boletim da Prefeitura, aparecem 74 pessoas hospitalizadas e 425 em acompanhamento domiciliar. De acordo com o jornal O São Gonçalo, o município conta hoje com 68 leitos de enfermaria, distribuídos em quatro unidades de Saúde. O Hospital Franciscano Nossa Senhora das Graças possui 30 leitos de enfermaria, estando 18 ocupados, o que representa mais da metade dos leitos disponíveis. Já o Hospital Covid-19 Retaguarda Gonçalense conta com 32 leitos de enfermaria, estando 15 ocupados. A situação é mais grave nos leitos de CTI destinados a pacientes com covid-19. Neles, a taxa de ocupação é maior, beirando a lotação em algumas unidades. O Pronto Socorro Central Dr. Armando Gomes Sá Couto, no Zé Garoto, possui sete leitos de CTI para pacientes com Covid-19, mas seis desses leitos estão ocupados. O Hospital Franciscano Nossa Senhora das Graças possui 20 leitos de CTI e 16 deles estão ocupados. O Hospital Covid-19 Retaguarda Gonçalense tem 15 leitos de CTI, com 10 ocupados. As principais restrições adotadas em São Gonçalo: Farmácias e drogarias, hipermercados, supermercados, mercados e centros de abastecimento de alimentos, padarias, pet shops, óticas, postos de combustível, chaveiros, barbearias e salões de beleza. Estes deverão funcionar com 2/3 de sua capacidade. Serviços de saúde como: clínicas médicas, odontológicas, oftalmológicas, de vacinação e de fisioterapia, laboratórios de exames clínicos e de imagem seguem funcionando normalmente. Bancos e lotéricas: o acesso ocorrerá de maneira ordenada, de forma a evitar aglomerações. Bares, restaurantes e lanchonetes podem funcionar com limitação e prioridade para a entrega e retirada de alimentos no próprio estabelecimento. Shopping centers, centros comerciais e galerias podem funcionar, exclusivamente, no horário de 12 horas às 20 horas, com controle de aglomerações. As empresas de ônibus devem manter o funcionamento de 100% das linhas municipais, porém sem passageiros em pé e o veículo deve estar com janelas abertas para plena circulação de ar. Em relação aos velórios, os que não forem de vítimas da Covid-19 devem ocorrer obrigatoriamente entre às 7h e 16h e o tempo da cerimônia de velório deve ser limitado a 1h de duração, com a limitação de 10 pessoas, usando máscaras de proteção e disponibilizarem álcool em gel. Em meio a diminuição das restrições de circulação e menor adesão a quarentena, mais de vinte estados do país, incluindo o Rio de Janeiro, vêm registrando aumento no número de casos de Covid-19. Com a possibilidade do surgimento de uma segunda onda de contaminação, gonçalenses se preocupam com a quantidade de leitos disponíveis na cidade.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.