São Gonçalo terá segundo turno entre Dimas Gadelha e Capitão Nelson

Atual prefeito e candidato à reeleição, Dr. José Luiz Nanci foi apenas o quinto colocado Por Gabriel Gontijo Uma das cidades cuja a definição saiu apenas no último instante, São Gonçalo terá o segundo turno com Dimas Gadelha (PT) e Capitão Nelson (Avante). O candidato petista teve 117.346 voto (31,36%) e o policial aposentado obteve 85.399 (22,82%). O detalhe é que o candidato do Avante ficou a apenas 735 votos do terceiro colocado, Dejorge Patrício (Republicanos) com 84.664 (22,62%). A definição sobre quem seria o segundo colocado só foi possível com o encerramento da apuração. Candidato da coligação São Gonçalo Pode Mais, Gadelha agradeceu aos eleitores e acredita que é possível fazer uma mudança na cidade. Ele também fez questão de agradecer aos prefeitos de Niterói, Rodrigo Neves (PDT), e Maricá, Fabiano Horta (PT), que foi reeleito ontem. - Agradeço a cada gonçalense que me confiou seu voto, que é o voto na esperança, na mudança e na transformação. Vamos com muita disposição e garra para o segundo turno. Nossa campanha foi de muito pé no chão. Agradeço a cada militante, ao meu companheiro de chapa o Marlos Costa e aos nossos prefeitos de Maricá, Fabiano Horta, e de Niterói, Rodrigo Neves. Agora é continuar firme na esperança e nos projetos para uma cidade melhor - declarou Dimas. Ex-Deputado Estadual e Vereador licenciado, Capitão Nelson afirmou que um importante passo foi dado, mas nada está definido. Por isso, ele fala em continuar trabalhando para reverter o cenário econômico da prefeitura, caso seja eleito. - Para o segundo turno, o plano é continuar trabalhando, nos empenharmos o máximo, com os pés no chão. O povo gonçalense tem que entender que vivemos uma situação difícil. Mas com pé no chão e sem propostas mirabolantes, vamos chegar longe. Estamos com disposição e temos um plano concreto para os próximos quatro anos de São Gonçalo - afirmou. Candidato à reeleição pelo Cidadania, o atual Prefeito de São Gonçalo José Luiz Nanci contou com 27.100 votos, o equivalente a 7,24%. Com isso, ele ficou apenas na quinta colocação. Médico de formação e com o histórico de participação na política gonçalense em anos anteriores, Nanci era um dos campeões em rejeição pela população e não era considerado um dos favoritos ao segundo turno.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.