Taxa de isolamento chega a menos de 40% em plena pandemia em Niterói

Casos de contaminação e óbitos por Covid-19 não caíram ainda no município O calçadão de Icaraí tem tido aglomerações durante toda a manhã e no fim da tarde. Foto: Gustavo Stephan Os mais cuidadosos se assustam ao passar pela Moreira César ou pela Gavião Peixoto, as duas principais ruas de comércio de Icaraí, em plena pandemia de Covid-19. Mesmo em dias frios e chuvosos como esta segunda-feira (24), parecia que a pandemia já tinha acabado na cidade: muita gente nas ruas, movimento nas lojas, grupos de conversa nas esquinas, padarias cheias, máscaras no queixo ou no pescoço. Esse movimento que se vê nas ruas da cidade é comprovado pelos números: na semana passada o índice de isolamento social medido pela empresa InLoco e divulgado pela Prefeitura ficou sempre próximo de 40%, chegando a ficar abaixo desse percentual na quarta-feira (19). O ideal recomendado por especialistas é de 70% no pico da epidemia, que ocorreu em maio em Niterói. Desde a flexibilização das medidas de circulação e de liberação do comércio, porém, esse índice não para de cair. Até no domingo à noite, com chuva, na orla de São Francisco, era impressionante o número de carros estacionados em frente a bares e restaurantes. Na segunda-feira da semana passada (17), o índice de isolamento na cidade foi de 41,7%. Na terça já estava em 40,2% e, na quarta, baixou para 39,3%. Mesmo com a chuva na quinta e sexta-feiras (21), ficaram em 42,1% e 42%.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.