Veja recomendações da Fiocruz para as festas de fim de ano

Niterói proibiu eventos nas praias, em clubes e bares; principal orientação da Fiocruz é celebrar Natal e Ano Novo em casa, só com as pessoas que vivem juntas A árvore de Natal de São Francisco: por causa das aglomerações, agora as luzes são apagadas mais cedo, às 20h30m. Foto Divulgação Com o expressivo aumento no número de casos e de óbitos por Covid-19, com possível agravamento da pandemia justamente quando se aproximam as festas de fim de ano, a Fiocruz fez uma cartilha para orientar sobre como diminuir os riscos de transmissão da Covid-19 neste período. Os pesquisadores do instituto reuniram um conjunto de recomendações sobre formas mais seguras de passar o Natal e o réveillon. Conheça as principais, e lembre-se que, em Niterói, a Prefeitura proibiu eventos nas praias, em bares e restaurantes, além de qualquer evento que possa provocar aglomeração. - Após um ano tão difícil, mais do que nunca as pessoas querem encontrar e festejar com seus familiares e amigos. No entanto, entendemos que preservar a vida é o melhor presente para compartilhar neste final de ano. Por isso, apesar de a cartilha oferecer orientações considerando diversos cenários, é importante frisar que a principal recomendação é celebrar em casa, apenas com as pessoas que já vivem juntas, sem aglomeração e sem convidados externos - destaca o coordenador do Observatório Covid-19 da Fiocruz, Carlos Machado. A produção do material contou apoio e colaboração do Observatório Covid-19 da Fiocruz, bem como de outros especialistas da Fundação. Veja as principais orientações: Recomendações de segurança Nenhuma medida é capaz de impedir totalmente a transmissão da Covid-19. Para diminuir os riscos, siga as orientações a seguir: Use máscara sempre que não estiver comendo ou bebendo; Tenha um saco para guardar a máscara quando estiver comendo ou bebendo e a mantenha limpa e seca entre os usos; Tenha uma máscara limpa extra, para o caso de necessidade de troca (tempo de uso, umidade ou sujeira); Evite aglomerações e mantenha a distância de, pelo menos, 2 metros entre os participantes; Evite apertos de mão ou abraços; Dê preferência a locais abertos ou bem ventilados. Evite o uso de ar-condicionado; Lave as mãos com frequência durante o evento com água e sabão ou use álcool; Não compartilhe objetos, como talheres ou copos; Após tocar em objetos que estejam sendo compartilhados com outros convidados (ex: utensílios para servir a comida, jarras e garrafas), lave as mãos com água e sabão ou álcool. Se vai receber convidados ou celebrar em outro local, você estará exposto a diferentes níveis de contágio. Aqueles que estão organizando os eventos, caso ofereçam bebidas, devem disponibilizá-las em embalagens individuais, como latas ou garrafas, arrumadas em baldes com gelo, para que as pessoas possam se servir sozinhas. Outra orientação é oferecer condimentos, molhos para salada ou temperos embalados individualmente, sempre que possível. Após o evento, a louça deve ser lavada em água corrente e com detergente, ou na máquina de lavar louças. Grupos de risco A Fiocruz esclarece ainda que quem teve contato com a doença ou está com sintomas deve evitar encontros por oferecer risco aos demais. Estão na lista aqueles que estão com sintomas relacionados à Covid-19 ou que já têm o diagnóstico da doença; quem ainda está no período de 14 dias desde que teve os primeiros sintomas relacionados à covid-19, mesmo que não tenha feito um teste de diagnóstico; aqueles que estão aguardando o resultado de um teste molecular para saber se estão com covid-19; e, quem manteve contato com alguém que teve a doença nos últimos 14 dias. Pessoas que fazem parte de algum grupo de risco para casos graves de covid-19 ou moram com alguém que faz parte desse grupo também devem se proteger e evitar as festas. Aqueles que têm mais risco para casos graves são os portadores de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, asma, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal crônica em estágio avançado, imunodepressão provocada pelo tratamento de doenças autoimunes, como lúpus ou câncer; pessoas acima de 60 anos de idade, fumantes, gestantes, mulheres em resguardo e crianças menores de 5 anos.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.