Viradouro prepara carnaval mesmo com incertezas da pandemia

Escola de Niterói não aceita desfile sem público, pois comunidade seria exposta ao vírus Por Gabriella Balestrero Os carnavalescos Tarcísio Zanon e Marcus Ferreira, que trabalham na preparação do enredo isolados em Saquarema O desfile campeão da Viradouro no carnaval 2020 Mesmo com as atividades na quadra e no barracão canceladas em respeito às normas sanitárias impostas pela Covid-19, a Unidos do Viradouro, escola de Niterói campeã do carnaval 2020, tem buscado soluções para, se for possível, botar seu bloco na rua no ano que vem. Sem confirmação de que haverá desfile no carnaval 2021, a escola espera a resolução da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) do Rio de Janeiro, que prevê uma resposta definitiva para setembro. Em comunicado oficial, a Liesa afirmou que a opinião de seus integrantes é a de que o desfile só deve ocorrer caso seja confirmada pelas autoridades sanitárias uma vacina eficaz ou um medicamento que combata efetivamente o Covid-19. Não é para menos. O carnaval é uma festa que se define pela aglomeração de pessoas, fator que é o principal meio de contaminação do coronavírus. A discussão sobre o desfile acontecer sem público, como vem ocorrendo no futebol, é vista com maus olhos pela escola. Para Dudu Falcão, que divide a Direção de Carnaval com Alex Fab, a hipótese não se justifica. - Se não pode ter público na arquibancada por motivo de aglomeração, não há também condições de juntar uma comunidade para desfilar. Falta lógica nessa ação - afirma ele. Ainda assim, os preparativos para o espetáculo não estão parados. A escola já definiu o tema para o carnaval de 2021. “Não há tristeza que possa suportar tanta alegria” é o nome do enredo, que busca no carnaval de 1919, primeiro após a pandemia da gripe espanhola, inspiração para seu desfile que, caso ocorra, também será o primeiro a acontecer após uma pandemia. A proposta foi apresentada pelos carnavalescos Tarcísio Zanon e Marcus Ferreira, que estão isolados em Saquarema planejando os próximos passos do desfile, como o desenho e a pesquisa dos figurinos e das alegorias, além do texto da sinopse. Para Dudu, o momento é de repensar as etapas do processo de carnaval e aguardar para colocá-las em prática, quando for possível. Otimista, o Diretor diz que as expectativas para o próximo carnaval são as melhores possíveis diante da situação. - Sem o contato direto com a nossa comunidade por motivo de isolamento, o que podemos acompanhar pelas redes sociais da escola é a mesma motivação dos últimos anos, mesmo com a incerteza do carnaval. Eles confiam na gestão da escola e que o melhor será feito com o objetivo de disputar o título novamente - conclui.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.